Rookie Miguel Correia surpreende na estreia no Vidreiro

0

Na sua estreia absoluta em provas de asfalto do Campeonato de Portugal de Ralis, Miguel Correia discutiu a vitória absoluta dos 2 Rodas Motrizes no Rali Vidreiro – Centro de Portugal, vindo a abandonar após um pequeno toque já na fase final. Piloto navegado por Pedro Alves deu excelentes indicações para a fase de asfalto do campeonato.

Sem nunca ter disputado um rali de asfalto no principal escalão da modalidade em Portugal, os objetivos de Miguel Correia para o Rali Vidreiro – Centro de Portugal eram naturalmente realistas, até porque os adversários diretos do jovem bracarense já tinham experiência prévia dos troços da Marinha Grande.

Contudo, Miguel Correia e o navegador Pedro Alves foram uma das grandes surpresas do fim de semana e colocaram o Renault Clio R3 na luta pelos primeiros lugares dos 2 Rodas Motrizes, mostrando uma rápida adaptação ao asfalto.

À entrada para a oitava e antepenúltima especial do rali, Miguel Correia estava em luta direta pela vitória nos 2RM quando o traiçoeiro asfalto da Marinha Grande originou um ligeiro toque que obrigou o estreante a abandonar.

“Nunca pensei que estaria nesta posição sem ter qualquer verdadeira referência do comportamento do carro nestas condições e sem conhecer os troços”, analisou Miguel Correia. “O certo é que quando chegámos à assistência no final da manhã de sábado estávamos a discutir o primeiro lugar nos 2RM. Queríamos manter esse ritmo à tarde mas, infelizmente, na especial de Mata Mourisca, apanhámos uma zona com o piso muito escorregadio à saída de uma curva e, em aceleração, o carro fugiu de frente e batemos num morro de terra. Partimos um braço de suspensão e uma transmissão e tivemos de abandonar. Estes troços são muito sujos e escorregadios, mesmo com o piso seco, mas esta situação faz parte da nossa aprendizagem. Ficámos motivados pela forma como lutámos com pilotos mais experientes e penso que poderemos ter uma palavra a dizer no Rali de Castelo Branco. Quero, mais uma vez, destacar o apoio importantíssimo de todos os nossos patrocinadores, em especial da Socicorreia”, afirmou Miguel Correia, num fim de semana marcado pela saída de estrada da dupla Carlos Vieira / Jorge Carvalho, que obrigou à hospitalização do piloto de Braga: “Aquilo que aconteceu na sexta-feira ao Carlos e ao Jorge afetou-nos a todos. Desejo-lhe uma rápida recuperação e tenho a certeza que o Carlos vai regressar a este desporto que nos apaixona a todos. Espero por ti, amigo”.

Agendado para os dias 30 de junho e 1 de julho, o Rali de Castelo Branco será a segunda prova da fase de asfalto do Campeonato de Portugal de Ralis, tendo organização da Escuderia local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.